HUPES realiza mutirão para cirurgia do Câncer de Pele

O serviço de Cirurgia Plástica do Complexo Hospitalar Universitário Professor Edgard Santos (Complexo HUPES),  irá realizar, em parceria com mais três hospitais - Aristides Maltez, Santa Izabel e o Santo Antônio, o mutirão de cirurgia de câncer de pele.  Serão mais de 50 cirurgias realizadas ao todo.

Descrição: 

No dia 11 de novembro, o serviço de Cirurgia Plástica do Complexo Hospitalar Universitário Professor Edgard Santos (Complexo HUPES), mais conhecido por Hospital das Clínicas irá realizar, em parceria com mais três hospitais, o mutirão de cirurgia de câncer de pele. Estão envolvidos na iniciativa os hospitais Aristides Maltez, Santa Izabel e o Santo Antônio. Serão mais de 50 cirurgias realizadas ao todo.

Os interessados devem passar por uma avaliação do médico para identificação da necessidade da cirurgia. No Hospital das Clínicas, a consulta acontece todas as quintas-feiras no Ambulatório Magalhães Neto (AMN) a partir das 13 horas. A triagem dos pacientes dura até 16 de outubro. Os pacientes devem comparecer com documentos de identidade, CPF, comprovante de residência e cartão do SUS. Devem procurar atendimento médico às pessoas que apresentem múltiplas pintas, manchas ou pintas que estão se modificando, lesões pigmentadas nas palmas das mãos e plantas dos pés, feridas que não cicatrizam ou lesões de crescimento rápido ou contínuo.

O mutirão, chamado de Ação Humanitária, faz parte da programação do 51º Congresso Brasileiro de Cirurgia Plástica, considerado em 2013 o maior evento do tema no mundo com mais de 2500 inscritos, a ser realizado de 1 a 15 de novembro deste ano. Segundo Dr. Marcelo Cunha, coordenador do mutirão, o objetivo é fazer a lista do SUS rodar mais rápido nesse dia, beneficiando moradores da cidade sede e deixando um legado para a região.

O câncer de pele é o crescimento anormal e descontrolado de células que compõem a pele. A radiação ultravioleta é a principal responsável pelo seu desenvolvimento. A doença, quando diagnosticada precocemente, tem 90% de chances de cura.